sábado, 13 de fevereiro de 2010

Crase - Regra geral e emprego obrigatório


Crase não é acento, mas a fusão entre a preposição a e o artigo definido a ou, ainda, com o a inicial dos demonstrativos aquele, aquela, aquilo.

A crase ocorre quando o termo anterior exige a preposição a e o termo posterior admite o artigo a.
Ex.: Vou a a escola dar aula amanhã = Vou à escola dar aula amanhã.
Importante: para nos certificarmos da ocorrência da crase, podemos substituir o termo feminino por um masculino; se a contração ao for necessária, a crase também será, salvo exceções.
Ex.: Vou ao colégio dar aula amanhã. = Vou à escola dar aula amanhã.

EMPREGO OBRIGATÓRIO
1. Nos casos em que a regra geral for aplicada.
Ex.: Referiu-se à matéria de Português.

2. Nas expressões à moda de, à maneira de, ainda que estejam implícitas.
Ex.: Farei para o almoço pizza à (moda) paulista.

3. Nas locuções conjuntivas adverbiais e prepositivas de base feminina.
Ex.: À medida que passa tempo a o dinheiro acaba.
Os estudantes vivem à mercê de alguns professores sem ética.
Gosto muito de sair à noite com meus amigos.

Outras locuções:
à queima-roupa, às cegas, às vezes, à medida que, à proporção que, à procura de, à vontade, à custa de, às claras etc.

4. Na indicação de horas.
Ela saiu às 10h.
Ela sairá às 10h. (Porém: Ela saíra há 10h)
Das 8h às 10h. (Porém: De 8h a 10h)
À 1h, retornarei da festa.

Obs.: se houver outra preposição antes de “a” ou “as” não é necessário o sinal de crase.
Exemplos:
Estou aqui desde as 20horas.
O intervalo será feito após as 9 horas.
Ele falou até as 3 horas. (uso facultativo)

Confira os exercícios aqui.

6 comentários:

  1. Me ajudou muito no meu trabalho, muito obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Bom demais. Agradeço-lhe por este blog bem interessante. Tirou minhas dúvidas.

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Olá, acesse http://revisaotextual-patriciaaragao.blogspot.com.br/2009/01/resposta-do-teste-anterior.html.

      Excluir